segunda-feira, 21 de março de 2022

Impugnação de candidatura: Justiça Eleitoral mantém mandato do vereador Marcos Coelho, de Camocim

 

Após a instrução processual nada restou provado contras as candidatas do PSDB, que disputaram as eleições de 2020 (Foto: reprodução/arquivo pessoal)

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), em Camocim, sofreu Ação de Investigação Judicial Eleitoral proposta pela então candidata à Vereadora Aldacy Araújo do Nascimento (PSL), que havia  denunciado que a agremiação partidária de Marcos Coelho teria apresentado três candidatas "laranjas": Iracema Araújo, Erilene Sabino e Ivanilda Perreira. 

Após a instrução processual  nada restou provado contras as candidatas do PSDB, que disputaram as eleições de 2020. 

Inclusive o Promotor Eleitoral já ofertara Parecer contrário a anulação dos votos dados às candidatas e aos candidatos  do PSDB Camocinense. 

Hoje, após análise de toda a Investigação Judicial Eleitoral, o Dr. Tiago Dias da Silva, titular da 32a Zona Eleitoral, julgou pela sua improcedência e manteve válidos os votos dados ao PSDB. 

Ao final da Sentença o Juiz determinou, ainda, que se apurasse a litigância de má-fé e os possíveis crimes da Autora da denúncia caluniosa, Professora Aldacy Araújo Nascimento, o então Presidente do PSL, Erasmo Gomes e de sua sogra, Elvira Vieira, candidatos à Vereadores pelo mesmo Partido (PSL), em 2020.

*(Revista Camocim)



Nenhum comentário: