sexta-feira, 22 de abril de 2022

Os recados do STF e de Bolsonaro no caso Daniel Silveira

 

A maioria do STF deixou um recado de que não vai aceitar a continuação dessa prática e que as instituições precisam ser respeitadas(Foto: reprodução)

O caso da condenação do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), trouxe para mais um duelo entre os integrantes do Supremo Tribunal federal e o presidente Jair Bolsonaro (PL).

 

Ao decidir pela condenação do parlamentar bolsonarista, a corte manda o mais importante recado a um grupo político, comandado pelo mandatário da nação e para todos aqueles queiram atacar a democracia e o estado de direito, e por mais que as reações estejam sendo demoradas, o recado é simples, haverá resistência.

 

Na decisão, o ministro Alexandre de Moraes foi incisivo: “a liberdade de expressão existe para manifestação de opiniões contrárias, jocosas, sátiras, para opiniões errôneas, mas não para opiniões criminosas, discurso de ódio, atentado ao Estado Democrático de Direito”, pontuou o ministro.

 

A maioria do STF deixou um recado de que não vai aceitar a continuação dessa prática e que as instituições precisam ser respeitadas.

 

O presidente por sua vez, ao conceder o indulto individual a Daniel Silveira, mantém sua base aliada em estado beligerante e desafia o STF, seu alvo principal, para tentar enfraquecer as instituições e criar uma onda de descrédito nas decisões da Corte, ao mesmo tempo em que mantém sua base pronta para a guerra.



Nenhum comentário: