sexta-feira, 24 de junho de 2022

Anvisa faz recolhimento preventivo de lotes de losartana por impurezas

 

A losartana é o anti-hipertensivo mais usado no Brasil (Foto: reprodução)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) impôs recolhimento como “medida preventiva” contra lotes do medicamento losartana, usado para controle de hipertensão. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

 

Segundo a Anvisa, essa  é uma ação preventiva que tem sido adotada desde a descoberta da possível presença desses contaminantes em medicamentos da classe das “sartanas”.  A mesma restrição ocorre desde 2019.

 

De acordo com a regulamentação da Anvisa, os fabricantes devem garantir a ausência de impurezas em medicamentos e implementar sistemas de controle de qualidade e monitoramento.

 

Nos últimos dias, a agência recebeu uma série de dúvidas sobre o uso desses medicamentos, tendo em vista os recentes recolhimentos voluntários realizados por laboratórios farmacêuticos.

 

A orientação da Anvisa é de que os usuários de losartana não interrompam o uso do produto por conta própria

 

Uso do medicamento

 

A losartana pertence à classe conhecida como “sartanas”, que são medicamentos seguros e eficazes no controle do tratamento de hipertensão e insuficiência cardíaca, reduzindo significativamente o risco de derrame e infarto.

 

A interrupção do tratamento com a losartana sem a orientação médica correta pode levar a problemas graves, tais como episódios de hipertensão.

 

No Diário Oficial da União desta quinta-feira (23/6) a Anvisa frisa: “Confirmação de desvio de qualidade relacionado a presença da impureza azidacima do limite”, destaca o despacho.

(Metrópoles)

Nenhum comentário: