segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Em resposta a Tasso, Capitão Wagner se intitula como novo líder

 

Foto: reprodução

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) diz que o deputado federal e pré-candidato a governador Capitão Wagner (PROS) é um risco de retrocesso para o Ceará, destacando que ele representa o bolsonarismo no Estado.

 

A declaração foi dada ao Jornal O POVO.

 

Tasso sempre foi um crítico da maneira como o presidente Bolsonaro conduziu a pandemia no País e obviamente que suas críticas são extensivas aqueles que apoiaram a forma como Bolsonaro tratou a pandemia no Brasil. Como membro da CPI o senador Tucano nunca escondeu seu descontentamento com essa condução, segundo ele, por muitos meses, enquanto o mundo demonstrava apreensão com o avanço da pandemia do novo coronavírus, o governo brasileiro continuava se negando a entender a gravidade da situação, o que em sua avaliação contribuiu para o aumento nos casos de pessoas infectadas e mortas em decorrência da Covid-19.

 

Parte daí a “decepção” com Wagner que deu apoio a forma do presidente conduziu a pandemia no País. Por outro lado, Wagner traz a discussão para outro campo, alegando que o homem rico e poderoso em fim de carreira, não se contenta em perder sua liderança para alguém sem dinheiro que veio da periferia e que se tornou o “novo líder”.

 

Confira publicação de Wagner no Twitter:


Nenhum comentário: