teste

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Polícia Federal vai investigar o deputado Robério Monteiro por possível compra de votos

 


O Ministério Público Eleitoral da 30ª Zona Eleitoral, através do Promotor Wander de Almeida Timbó, solicitou e a Juíza Eleitoral Ana Celina Studart, atendeu o pedido e determinou que os autos que apura uma suposta compra de votos pelo deputado Robério Monteiro fossem encaminhados para a Polícia Federal. A Representação Criminal/Notícia Crime Nº 0600679-83.2020.6.06.0030 instaurado na 30ª ZE é para investigar crime de Corrupção Eleitoral, Coação Visando a Obtenção de Voto ou a sua Abstenção.


"Trata-se de Representação por Notícia-Crime, oferecida pela Coligação "Para Acaraú Continuar Crescendo" contra "Marcos Robério Ribeiro Monteiro", sob o argumento de que o promovido teria praticado o crime previsto no art. 299 do Código Eleitoral, conforme documentação anexa. DO EXPOSTO, requer o Parquet o envio do presente procedimento à Polícia Federal, mediante requisição, para fins de instauração do Inquérito Policial, visando apurar os fatos narrados nesta Representação.", diz a manifestação ministerial.

 

Em sua decisão, a juíza eleitoral diz: "RH, Atenda-se o Pleito Ministerial retro e encaminhem-se os presentes autos à autoridade policial competente.", diz a nota.

 

A prova é um áudio em que ele aparece dizendo a uma dona de casa que "paga adiantado" e prometendo emprego na prefeitura. "Se quiser vir trabalhar com a agente, pago adiantado", diz o deputado no início do áudio que circulou nas redes sociais de Acaraú. "Pago é o restante do mês todinho adiantado, e dá a oportunidade de emprego, de alguma coisa né, tem que pensar lá na frente, tem que pensar agora não gente.", diz o deputado federal ainda no áudio. 

Decisão da Juíza Eleitoral e áudio divulgado pelo jornalista Donizete Arruda. Clique aqui e ouça o áudio.


Fonte: O Acaraú

Nenhum comentário: