segunda-feira, 5 de julho de 2021

MP tenta barrar candidatura dos dois candidatos a prefeito que disputam eleição em Martinópole

 

Além de James Bel, o MP pede também a impugnação do adversário, o candidato Júnior Fontenele


Faltando pouco menos de um mês para os eleitores voltarem às urnas em Martinópole, na Região Norte do Ceará, o Ministério Público do Estado (MPCE) pediu a impugnação dos candidatos James Bel (PP) e Júnior Fontenele (PL), que estão na disputa para prefeito na eleição suplementar.


 LEIA TAMBÉM: Com novas eleição, James Bel (PP) com ficha limpa está apto para disputa ao majoritário


James Bel foi eleito em 2020, mas teve candidatura cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em fevereiro deste ano. Já o adversário dele, Júnior Fontenele, que foi derrotado no pleito, tem pendências eleitorais, Júnior afirmou nas redes sociais que já  resolveu a situação e aguarda atualização da situação junto à Justiça. Entretanto, de acordo com os assentamentos do Cadastro Eleitoral o candidato não está quite com a Justiça Eleitoral na presente data, em razão de multa eleitoral. Veja:

Os pedidos, protocolados no domingo (4), através do promotor Victor Borges Pinho, lançam ainda mais dúvidas sobre o futuro da administração municipal.


Há ainda a possibilidade, de acordo com o MP, de anulação das eleições suplementares. “Caso o candidato concorra ao pleito e se sagre vencedor, pode ser pedido posteriormente o indeferimento de registro”, diz o promotor. 

 

Essa decisão, caso seja concretizada junto à Justiça Eleitoral, acarretaria em mais uma eleição suplementar no município. 

 

As novas eleições estão marcadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para ocorrer no dia 1º de agosto.

Com informações Ponto Poder



Nenhum comentário: